Eloy Fonseca

Há sempre algo de ausente que me atormenta. (CamilleClaudel)

Textos

Cora Coralina
Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido se
não tocarmos o coração das pessoas.
(Cora Coralina)


Ceda-me Cora a tua palavra!
Pois de idos ou de agora;
Nada em meu tempo ou lavra;
Retrata a dor do ir embora!

Com ela traga de fato solução
Pois talvez pequenos foram os atos;
Ou fechados estavam os corações.
Eloy Fonseca
Enviado por Eloy Fonseca em 24/09/2014
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras