Eloy Fonseca

Há sempre algo de ausente que me atormenta. (CamilleClaudel)

Textos

Passando a Vida
A vida não tem rascunho,
Nem comporta revisão!
O que sai da boca e do punho,
Jaz, indelével, no coração!

Uma lágrima rolada,
É fato consumado, gerando nostalgia.
Não é rascunho de nada!
Nem de dor nem de alegria.

Cada segundo vivido, fica no passado.
É arte-final de ato bem ou mal acabado!
Eloy Fonseca
Enviado por Eloy Fonseca em 07/07/2009
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras